Blog Welber Goltran

Vamos nos Comunicar?

Blog oficial do Welber Gontran

Qual o perfil da sua Banca?


Além das incontáveis horas de estudos, na hora de prestar concurso é importante que o candidato esteja familiarizado com as características das bancas examinadoras, para que possa se adaptar aos estilos de prova e evitar surpresas. No Brasil, podem ser citadas seis bancas examinadoras que são referências, veja quais são e quais as características mais marcantes de cada:
 
Fundação Carlos Chagas (FCC)
 
Realiza concursos de esfera federal, estadual e municipal. Suas questões costumam ser objetivas e claras, apesar de serem extensas. É essencial que os candidatos fiquem atentos às provas de português e direito que exigem análise e conhecimento literal às leis, além dos enunciados que pedem a alternativa incorreta, o que costuma ser uma pegadinha para os candidatos. 
 
Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe)
 
É responsável pelos concursos do Banco do Brasil e do concurso de analista e técnico do Banco Central, costuma ser a mais temida dentre as principais bancas examinadoras pois suas questões são multidisciplinares, complexas e extensas.
Nesta prova, é importante que o candidato evite os chutes pois questões que são desconsideradas por completo, mesmo se o concurseiro acertar uma parte da resposta. O Cespe também aborda jurisprudência em suas provas, o que exige do candidato que ele esteja bastante atualizado.
 
Cesgranrio
 
Costuma ser responsável pelos concursos da Petrobrás, de alguns bancos, IBGE e Liquigás. Seu nível de cobrança é considerado médio e sua banca é metódica com provas separadas por matérias. Em suas provas se utilizam muito de gráficos e imagens em questões envolvendo atualidades, raciocínio e interpretação. A prova de inglês é considerada difícil e especialistas orientam o candidato a ficar atento às questões de interpretação de texto.
 
Fundação Getúlio Vargas (FGV)
 
É responsável por concursos de câmaras municipais, Polícia Civil do Rio de Janeiro e secretarias, além da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). É descrita como imprevisível e sem padrão, suas provas sofrem muitas alterações de um concurso para o outro. 
Textos longos, casos práticos na parte de Direito e questões multidisciplinares podem ser apontadas como características frequentes. É muito fiel a seu edital, daí a importância do candidato prestar muita atenção ao mesmo. 
 
Vunesp
 
Cuida dos concursos da Polícia Civil paulista, tribunais de justiça, Cetesb, prefeituras paulistas, etc. Na parte de português, suas provas costumam cobrar bastante gramática, além de questões mais complexas de interpretação. 
 
Esaf 
 
Realiza concursos para a Fazenda e Tesouro Nacional, e costuma ser bastante temida entre os concurseiros já que aborda alguns temas nos quais não há consenso nem entre os próprios doutrinadores. Assim, seus concursos possuem um número grande de recursos, que podem até atrasar o andamento da seleção.
 
Suas questões são consideradas bem elaboradas e complexas, trazendo estudo de casos em direito e cobrança da letra de lei. Seu nível é considerado de médio para alto.